Jovens Criadores Bolsas 2019 Música

Diogo Carriço

Diogo Carriço é pianista e artista audiovisual, movido pela urgência de estreitar relações entre humanos, natureza e tecnologia. A abordagem de abolição de barreiras entre elementos acústicos, eletrónicos e visuais, é representativa das suas composições e performances. Aventurando-se num piano minimalista, ele infunde harmonias flutuantes e melodias ondulantes com experimentação eletrónica de ponta. Diogo concebe formas de vida sonoras que permeiam assimetrias de meios, mergulhando o público numa imersão em paisagens sonoras oníricas e vídeo reativo ao vivo que tem tanto do mundo natural como de imaginário.

Paralelamente às suas performances, Diogo está interessado em avançar a forma como novas tecnologias podem ser usadas para propósitos musicais. Tal é feito com recurso a sensores de movimento corporais, como o sensor de mãos Leap Motion, para conectar diretamente o gesto do músico a manipulação eletrónica de som. Resultando desse trabalho, seguiu-se em 2019 um convite para ser artista residente na Universidade de Artes de Amesterdão, instituição onde mais tarde ocupou a função de investigador. Apoiado pelo recentemente formado Culture Club da mesma entidade, prototipou “Qi”, um software único para dar forma a performances musicais e arte com novos média com a intuição de gestos das mãos.

Carriço apresentou-se publicamente em inúmeros espaços, salientando Splendor (Amesterdão), Museu de Filme EYE, festival MadeiraDig, festival Uitmarkt e Hard Club Porto, assim como apareceu em meios de comunicação como A Cabine, Glam Magazine, RTP Madeira ou De Groene Amsterdammer.

Em 2019 foi-lhe atribuído o prémio “Jovens Criadores” pelo seu espetáculo “Aventuras ao piano e eletrónica”.

Diogo é licenciado em piano clássico pela Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco, e mestre em Live Electronics pelo Conservatório de Amesterdão.

​E-mail: contact@diogocarrico.co
Website: https://www.diogocarrico.co/
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCDICB4uTTCeIfxObeT3z-gg?view_as=subscriber
Bandcamp: https://diogocarrico.bandcamp.com/releases
Spotify: https://open.spotify.com/artist/3vmQ4msLJUHAxwHa10XzRr
Instagram: https://www.instagram.com/diogo_carrico
Facebook: https://www.facebook.com/diogocarricomusic


Estreia do single “Sal de Lágrimas”

É o primeiro lançamento do pianista e artista audiovisual Diogo Carriço em nome próprio.

Uma faixa que olha para a tristeza de forma calorosa, e leva quem a ouve a flutuar expectante”, lê-se em comunicado. “Aproximando-se à sonoridade de artistas como Alessandro Cortini ou Caterina Barbieri”, Diogo Carriço compõe aqui “sonoridades eletrónicas tendencialmente minimalistas”, marcando-as com uma “metamorfose gradual de padrões melódicos simultâneos”.

Diogo explica que “quis fazer um single que tocasse no salgado da tristeza, nas lágrimas que sabemos que não nos levam a lado algum, vendo o mar como apaziguador que as leva consigo”. “O mar tem esta força de destruir mas também de levar para longe”, acrescenta o pianista e artista audiovisual que em 2017 se mudou para a Holanda para estudar música eletrónica no Conservatório de Amesterdão.

Sal de Lágrimas chega também com um vídeo com imagens gravadas na Praia Formosa, na ilha da Madeira, em dezembro de 2019, altura em que atuou no festival MadeiraDig. Posteriormente manipuladas, “as paisagens dissolvem-se em pinturas aquosas abstratas, proporcionando uma experiência audiovisual imersiva”.

Com formação em música clássica, Diogo Carriço é “alimentado pela ânsia de criar espetáculos audiovisuais que escapem ao ruído da vida quotidiana”. Com um piano minimalista e recursos eletrónicos, o músico “cria uma infusão de harmonias flutuantes e melodias ondulantes com a mais latejante experimentação eletrónica”, ele que já foi distinguido com o prémio “Jovens Criadores”, pelo Centro Nacional de Cultura, e com a oportunidade de atuar como artista residente na Universidade de Artes de Amesterdão.

Além de estar disponível em plataformas como Bandcamp e SpotifySal de Lágrimas pode ser encontrado no YouTube, onde, aliás, o tema é acompanhado pelo referido vídeo produzido pelo próprio Diogo Carriço.

Notícia in a cabine | 6 de novembro de 2020

Subscreva a nossa newsletter