Passeios de Domingo

Rota das Águas: Termas de Monção e Melgaço

Sexta, sábado e domingo, 1, 2 e 3 de novembro

Águas de Monção: da Casa da Therma ao Centro Tesal, no extremo da vila medieval de Monção, surge um território termal de grande relevo, constituído atualmente por um moderno Balneário, o antigo balneário, o Hotel Bienestar e um Parque que congrega toda a estância termal. As águas foram descobertas na margem do Rio Minho e a sua abundância levou à construção dos primeiros Banhos e Casa da Therma. Em finais do século XIX foi construído um novo balneário, ampliado e remodelado em 1929 e 1939, que se manteve esteve em funcionamento até 1998. Na nossa estada convidamos-vos a realizar um programa de experimentação destas águas termais, a definir. Teremos ainda oportunidade de conhecer um conjunto de núcleos patrimoniais, nomeadamente, o Palácio da Brejoeira, um sumptuoso edifício neoclássico, de início do século XIX, mandado construir por Luís Pereira Velho de Moscoso, e que, para além dos bosques e jardins, recentra a sua produção agrícola no famoso vinho Alvarinho. Águas de Melgaço: no território mais a norte de Portugal, a força das águas reconhece-se no rio Minho que percorre uma região montanhosa onde, junto a um pequeno afluente do rio Minho, surgiu em 1884, pela mão de Adriano Cândido Moreira a Estância Termal do Peso, a três quilómetros de Melgaço. O químico Carlos von Bonhorst analisou e certificou o invulgar poder desta água no controlo dos níveis de açúcar e de gordura no sangue. Em 1915, o caminho-de-ferro chegou a Monção e, com ele, inúmeros aquistas que procuravam alojamento nos hotéis e pensões que se criavam um pouco pelo território.

Guias: Helena Gonçalves Pinto e Maria Calado
Horário: 8h00
Duração: 3 dias
Limite: 45 pessoas Local de encontro: Entrecampos (em frente ao edifício da CML – Campo Grande, 25) Transporte; alojamento; 5 refeições; programa balnearoterápico a definir

TABELA DE PREÇOS E INSCRIÇÕES 

Subscreva a nossa newsletter