Livros, guias e brochuras

Caminho do Tejo

O Centro Nacional de Cultura nasceu quando, numa peregrinação a Fátima, Afonso Botelho, António José Seabra e Gastão da Cunha Ferreira tiveram a ideia de lançar uma associação que pudesse ter iniciativas culturais e que pudesse refletir sobre o presente e o futuro de Portugal. Cinquenta anos depois, graças ao entusiasmo e à energia inesgotável de Helena Vaz da Silva, o Centro reencontrou-se com essa iniciativa fundadora ao criar o projeto “Caminhos de Fátima”.

Peregrinar no limiar do século XXI seria procurar o sentido da vida, mas também encontrar a natureza e o património, a paisagem e as tradições culturais. O Caminho do Tejo foi o primeiro a ser definido e é desse que esta obra trata, com as belíssimas imagens de António Homem Cardoso.

O caminho é de si um convite permanente à invocação do rio e do território onde o Atlântico e o Mediterrâneo se encontram nas influências culturais e climáticas. Estamos no coração da terra portuguesa e da nossa gente. Aqui se inspirou Garrett para ir ao encontro de sua Joaninha dos olhos verdes. Aqui estão alguns dos ingredientes fundamentais da nossa identidade. Caminhos de Fátima? Caminhos ao encontro de nós mesmos…

Autores
Helena Vaz da Silva, Dom Serafim Ferreira e Silva [Bispo Leiria-Fátima], José Mattoso, Gonçalo Ribeiro Telles e João Junqueira

Edição: Centro Nacional de Cultura, Seleções do Reader’s Digest, Maria Antónia Vasconcelos
Abril 2000

[GRATUITO]

Subscreva a nossa newsletter