Home Sobre nós Serviços Novos sócios Bolsas Mecenas Contactos English Français
"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"
Helena Vaz da Silva LER BIOGRAFIA

JOSÉ RIBEIRO E CASTRO SERÁ O ORADOR CONVIDADO NO JANTAR-DEBATE DE ABRIL

Advogado de profissão, político por vocação com um pé na Comunicação Social, José Ribeiro e Castro é o próximo orador–convidado no ciclo de jantares-debate subordinado ao tema “Portugal: que País vai a votos?”, marcado para 16 de abril, na Sala da Biblioteca do Grémio Literário.

Deputado, eurodeputado, governante, membro da equipa fundadora da TVI com Roberto Carneiro e antigo líder do CDS, José Ribeiro e Castro começou cedo a respirar a política em casa.

Filho de Fernando Santos e Castro, que presidiu à Camara Municipal de Lisboa e foi o último governador português em Angola, Ribeiro e Castro nasceu em Lisboa a 24 de dezembro de 1953. É casado e tem três filhas e um filho.

O seu currículo é vasto e diversificado. Colabora regularmente com meios de comunicação social desde 1974. Integrou o VI e VIII Governos Constitucionais. Foi fundador da Juventude Centrista e da Federação dos Trabalhadores Democratas-Cristãos. Foi dirigente nacional do CDS em diversas funções, tendo sido seu presidente entre abril de 2005 e abril de 2007.

Foi membro da Assembleia Municipal de Odemira e da Assembleia Municipal de Sintra. Foi por diversas vezes deputado à Assembleia da República e deputado ao Parlamento Europeu, entre 1999 e 2009.

Fundador e autor da Declaração de Princípios da Confederação Nacional das Associações de Família, em 2012, fundou o movimento 1º de Dezembro.

Desde 2015 é Presidente da Direcção da Associação por uma Democracia de Qualidade. A partir de 2016 é membro do Conselho Consultivo da SEDES e, desde 2018, membro do seu Conselho Coordenador.

Em ano de eleições, Ribeiro e Castro confessa estar entristecido com a situação do centro-direita, lamentando que o PSD e o CDS não cheguem a a uma plataforma de acordo.

Para o antigo líder do CDS, "seria interessante que as direções dos dois partidos" avaliassem a melhor forma de articulação, o que poderia passar por "listas conjuntas ou listas separadas".

A par desta ideia de aproximação dos dois partidos, o projeto que mais o determina, neste momento, é o da reforma do sistema eleitoral, inspirada no modelo alemão: um sistema misto entre círculos uninominais e plurinominais, em que os eleitores votam simultaneamente num partido e num deputado (que pode ser de outra força política).

Para Ribeiro e Castro tal reforma seria ”a pedra filosofal do nosso regime político”, capaz de insuflar-lhe  “o elixir da longa vida" ,  prevendo que a sua introdução levaria a abstenção a cair abaixo dos 30%.

São, pois, vários, os temas de reflexão propostos por Ribeiro e Castro na sua intervenção anunciada para este ciclo “Portugal: que País vai a votos”.


Data e hora: 16 de abril, às 20h30
Local: Grémio Literário 
Informações e inscrições: clube.portugues.imprensa@cnc.pt

Edição: 18 de março de 2019