Home Sobre nós Serviços Novos sócios Bolsas Mecenas Contactos English Français
"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"
Helena Vaz da Silva LER BIOGRAFIA

A Vida dos Livros

Semanalmente, poderá encontrar a escolha de um livro por Guilherme d’Oliveira Martins. 
UM LIVRO POR SEMANA
Italo Calvino (1923-1985) é o autor de algumas das obras mais estimulantes da cultura contemporânea. A sua vivacidade e cultura, a capacidade de jogar com a ironia, a fina inteligência projectam o nosso tempo para além do lugar comum. Falo hoje de “Porquê Ler os Clássicos” (Milão, 1991), que José Colaço Barreiros traduziu (Teorema, 1994).
> Ler mais
UM LIVRO POR SEMANA
Dietrich Schwanitz escreveu em 1999 um livro significativamente intitulado “Bildung. Alles was man wissen muss”. A obra tornou-se um sucesso e foi traduzida para português sob o título “Cultura. Tudo que é preciso saber” (Dom Quixote, 2004). Para muitos dos leitores tratar-se-ia de poder obter conhecimentos essenciais de um modo rápido e fácil. Comecemos pelo título.
> Ler mais
UM LIVRO POR SEMANA
Quando há dias escolhi o “Codex 632” de José Rodrigues dos Santos (Gradiva, 2005) como destaque da semana cultural na Rádio Renascença (6ªs feiras, às 23 horas) houve quem se surpreendesse. Afinal, não tinha sido eu crítico severo do “Código Da Vinci”? Acontece que destaquei o livro português exactamente pelas razões opostas àquelas por que considerei o livro de Dan Brown uma fraude.
> Ler mais
UM LIVRO POR SEMANA
Nas comemorações dos 60 anos do CNC, Graça Morais concebeu uma serigrafia intitulada “A Menina do Mar”, que invoca a obra de Sophia de Mello Breyner Andresen, cuja primeira edição foi publicada em 1958 pela Figueirinhas, com ilustrações de Luís Noronha da Costa. O livro constitui uma obra-prima. “Era uma vez uma casa branca nas dunas, voltada para o mar.
> Ler mais
UM LIVRO POR SEMANA
Para se compreender o que representou e o que determinou o terramoto de 1 de Novembro de 1755, é indispensável ler a obra de José-Augusto França Lisboa Pombalina, cidade do Iluminismo (2ª edição, Lisboa, 1978). Aí encontramos o repositório rigoroso de como foi possível fazer de uma catástrofe a oportunidade ganha de reconstruir a cidade, tornando-a uma das mais modernas e atraentes da Europa.
> Ler mais
UM LIVRO POR SEMANA
Na semana em que solenemente os Ministros da Cultura do Conselho da Europa abrirão à ratificação dos Estados membros a nova Convenção-Quadro sobre o Património Cultural, aconselho a leitura e a consulta de European Cultural Heritage, Intergovernmental co-operation: Collected Texts, coordenado por José Maria Ballester, 2 volumes, Conselho da Europa, 2002.
> Ler mais
UM LIVRO POR SEMANA
No dia 15 de Outubro de 1905, há exactamente cem anos, Winsor McCay publicou a primeira prancha de “Little Nemo in Slumberland”. Então, a história da “Banda Desenhada” entrou numa nova fase, autonomizando-se como Arte com características próprias, a meio caminho entre a literatura e a ilustração, antecipatória do que traria o século XX.
> Ler mais
UM LIVRO POR SEMANA
A partir de hoje comentarei um livro por semana. Desde os clássicos a livros acabados de sair, do romance ao ensaio, da prosa à poesia, tratarei de reflectir a partir da leitura, num tempo em que as novas tecnologias longe de nos afastarem dos livros podem aproximar-nos deles. E oxalá este exercício constitua incentivo à leitura, procurando agitar as águas e abrir pistas de pensamento e acção.
> Ler mais