Home Sobre nós Serviços Novos sócios Bolsas Mecenas Contactos English Français
"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"
Helena Vaz da Silva LER BIOGRAFIA

A Vida dos Livros

Semanalmente, poderá encontrar a escolha de um livro por Guilherme d’Oliveira Martins. 
A VIDA DOS LIVROS
19 Mar 2012 - Comemora-se este ano o quinto centenário do início da publicação das Ordenações Manuelinas (1512), constituídas por cinco livros como as Ordenações Afonsinas, que visaram ultrapassar «a confusão e repugnância de algumas ordenações por Reis nossos antecessores feitas, assi das que estavam incorporadas como das extravagantes, donde recresciam aos julgadores muitas dúvidas e debates, e às partes seguia grande perda». Houve, assim, que «reformar estas ordenações e fazer nova compilação, tirando todo o sobejo e superfluo, e adendo no minguado, suprimindo os defeitos, concordando as contrariedades, declarando o escuro e difícil de maneira que assim dos letrados como de todos se possa bem e perfeitamente entender».
> Ler mais
A VIDA DOS LIVROS
12 Mar 2012 - «As Luzes de Leonor, a marquesa de Alorna, uma sedutora de anjos, poetas e heróis» (D. Quixote, 2011) de Maria Teresa Horta é uma obra que nos dá o retrato de uma época contraditória de iluminação e de penumbra, através de uma personalidade fascinante que personifica a inteligência e a abertura de espírito, em termos pioneiros. A marquesa de Alorna simboliza um cosmopolitismo que abre perspetivas novas de liberdade e de descoberta da crítica, da emancipação e da modernidade.
> Ler mais
A VIDA DOS LIVROS
05 Mar 2012 - Dalila Pereira da Costa (1918-2012) faleceu no Porto há poucos dias. Foi uma importante ensaísta com ampla obra publicada sobre a cultura portuguesa, avultando «Místicos Portugueses do século XVI» (Lello & Irmão, 1986), além de muitas outras, como «O Esoterismo de Fernando Pessoa» (1971), «Os Jardins da Alvorada (1981) e «Gil Vicente e Sua Época» (1989). Dela disse o pintor Lima de Freitas: «É desde há muito uma figura ímpar na nossa cultura, inovadora e luminosa, que não cessa, ao longo dos anos, de nos surpreender como pensadora e ensaísta não só pela agudíssima e por vezes relampejante penetração intuitiva, escorada numa sólida e profunda cultura de um tipo raríssimo no nosso país». E António Quadros afirmou: «na sua personalidade se encontram harmoniosamente, tanto a inteligência hermenêutica apoiada na mais sólida cultura, como a predisposição e «saber de experiências feito» de quem é, ela própria, uma espiritual, uma mística».
> Ler mais
A VIDA DOS LIVROS
27 Fev 2012 - Quem quiser compreender o Portugal do final do século XVIII e inícios de XIX terá de ler uma preciosidade na literatura de memórias que se intitula «Recordações de Jácome Ratton sobre Ocorrências do Seu Tempo em Portugal», de 1813 (com reedição da Fenda, 1992). Ratton (1736-c. 1822) foi um homem de indústria, nascido em França e emigrado em Portugal, onde teve sucesso e influência, havendo, no entanto, caído em desgraça no período das invasões francesas – sendo preso e depois exilado em Inglaterra (1810-1816). A obra em questão apresenta-nos um relato muito interessante e positivo sobre as mudanças ocorridas em Portugal durante a vida de quem viveu na velha Rua Formosa (hoje Rua do Século) paredes meias com a casa de família de Sebastião José de Carvalho e Melo.
> Ler mais
A VIDA DOS LIVROS
20 Fev 2012 - «Pierres Blanches – Problèmes du Personnalisme», de Paul-Louis Landsberg, com introdução de Olivier Mongin, atual diretor da revista «Esprit» (Félin, 2007), é a reedição da obra póstuma do pensador alemão, publicada em 1952, pelas edições Du Seuil, com prefácio de Jean Lacroix. Então só o subtítulo atual figurava na identificação da obra, que reunia um conjunto de ensaios publicados sobretudo na revista de Emmanuel Mounier.
> Ler mais
A VIDA DOS LIVROS
13 Fev 2012 - «Sebastianismo e Quinto Império», de Fernando Pessoa, edição, introdução e notas de Jorge Uribe e Pedro Sepúlveda, Ática, 2011, acaba de ser publicado, contendo cinquenta e oito textos já conhecidos e quarenta e três inéditos. Trata-se de uma oportunidade para revisitar o pensamento do poeta, confrontando diversas leituras sobre o complexo problema do sebastianismo, que é um dos grandes enigmas da obra pessoana. Em bom rigor, não encontramos algo de inesperado, mas apercebemo-nos da complexidade da reflexão pessoana, das suas dúvidas e hesitações, e da sua capacidade de construir e de desenvolver uma mitologia.
> Ler mais
A VIDA DOS LIVROS
06 Fev 2012 - A exposição «Fernando Pessoa, Plural como o Universo», no âmbito do Ano do Brasil em Portugal, resulta de uma iniciativa do Museu da Língua Portuguesa com o apoio das Fundações Roberto Marinho e Calouste Gulbenkian e apresenta-nos o multifacetado autor português como um dos símbolos do século XX. Os seus escritos são uma oportunidade extraordinária para compreendermos a relação do poeta com o mundo e a sua intuição genial para no-la revelar a partir de diversas perspetivas e personalidades.
> Ler mais
A VIDA DOS LIVROS
30 Jan 2012 - «Leviatã» de Thomas Hobbes (INCM, 1995), com prefácio de João Paulo Monteiro e tradução do mesmo e de Maria Beatriz Nizza da Silva, é uma obra fundamental para o pensamento político moderno, uma vez que lança de modo pioneiro a reflexão sobre o contrato social e sobre o estado de natureza, obrigando à conceção da limitação do poder político.
> Ler mais