Home Sobre nós Serviços Novos sócios Bolsas Mecenas Contactos English Français
"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"
Helena Vaz da Silva LER BIOGRAFIA

Reflexões

Textos do Presidente do Grande Conselho do CNC, Guilherme d'Oliveira Martins, de Novembro 2002 a Outubro 2005
De 18 a 24 de Abril de 2005
Na semana que passou, Agustina Bessa-Luís foi tema no programa “Vidas” na “Dois”. “Nasci Adulta, Morrerei Criança” é o título desta videografia realizada por António José de Almeida, onde a escritora fala da infância, de muitas memórias inquietantes, das estadas na cidade do Porto, das idas para o Douro, quando as finanças familiares estavam menos abonadas…
> Ler mais
De 11 a 17 de Abril de 2005
Hans Christian Andersen (1805-1875) nasceu há duzentos anos e é uma das grandes referências da cultura europeia. Naturalmente que não se pode comparar a sua influência à dos grandes renovadores da literatura. No entanto, o género que cultivou – o conto popular – teve nele uma expressão de simplicidade, de clareza e de sensibilidade que lhe permitiu marcar várias gerações.
> Ler mais
De 4 a 10 de Abril de 2005
Excepcionalmente, recordamos hoje a figura extraordinária de João Paulo II, que agora nos deixa e a personalidade de Emmanuel Mounier, cujo centenário do nascimento assinalamos. (...)
> Ler mais
De 28 de Março a 3 de Abril
Todos devemos alguma coisa a Júlio Verne (1828-1905). Ele foi dos nossos primeiros companheiros de aventuras. Phileas Fogg fez connosco a volta ao mundo em 80 dias, fomos com o capitão Nemo e o “Nautilus” ao fundo dos mares em fantásticas vinte mil léguas (...)
> Ler mais
De 21 a 27 de Março de 2005
Boa Páscoa! Prosseguimos a peregrinação pelo tempo longo do Centro Nacional de Cultura, assinalando os sessenta anos da sua fundação. Na década de setenta, momento em que se anunciavam todas as mudanças, os debates sobre temas controversos continuaram. (...)
> Ler mais
De 14 a 20 de Março de 2005
Continuamos a evocar os sessenta anos do Centro Nacional de Cultura. 1961 é o tempo da realização das célebres conferências das quintas-feiras. Era presidente Helena Cidade Moura, que convidou desde o Padre Manuel Antunes a Joel Serrão, de Virgínia Rau a Vitorino Magalhães Godinho, de Ruy Belo a Adérito Sedas Nunes ou de David Mourão-Ferreira a Luís Francisco Rebelo.
> Ler mais
De 7 a 13 de Março de 2005
Sessenta anos! Eis a vida que já leva o Centro Nacional de Cultura. Desde 13 de Maio de 1945 até hoje houve um longo caminho percorrido. Afonso Botelho, António Seabra e Gastão da Cunha Ferreira fundaram-no como ponto de encontro e de reflexão.
> Ler mais
De 28 de Fevereiro a 6 de Março de 2005
A “Europa das Pátrias” cede lugar à “Europa dos cidadãos”. Por muito que haja resistências, a verdade é que, em vez de uma posição defensiva, torna-se indispensável tomar o conceito inclusivo de cidadania. A “Europa dos cidadãos” não pode fazer esquecer as diversas instituições, como factores de integração e de coesão.
> Ler mais