Home Sobre nós Serviços Novos sócios Bolsas Mecenas Contactos English Français
"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"
Helena Vaz da Silva LER BIOGRAFIA

Reflexões

Textos do Presidente do Grande Conselho do CNC, Guilherme d'Oliveira Martins, de Novembro 2002 a Outubro 2005
De 12 a 18 de Abril de 2004
Foi a Páscoa da Ressurreição e a invocação de dois acontecimentos religiosos fundadores da tradição judaico-cristã: por um lado, a libertação do Egipto, a que se seguiram, no Antigo Testamento, a revelação no monte de Sinai a Moisés das Tábuas da Lei e a errância do povo hebreu no deserto; por outro lado, a morte de Cristo na Cruz, ponto central do Novo Testamento, enquanto testemunho supremo da Encarnação...
> Ler mais
De 5 a 11 de Abril de 2004
Agostinho da Silva (1906-1994) morreu há dez anos. O tempo passou a correr. Parece que foi há dois dias. Passado este tempo, começa a ser possível recordar o pedagogo, para além da visão superficial daqueles que, no fim da sua vida, preferiram cultivar a faceta excêntrica do mestre. Agostinho faz parte integrante da cultura portuguesa, em tudo o que realizou e em tudo o que ensinou...
> Ler mais
De 29 de Março a 4 de Abril de 2004
Sintra foi o destino do nosso passeio deste fim-de-semana. E o Centro Nacional de Cultura iniciou, assim, uma nova cooperação, que estamos certos será da maior importância e significado, com a Associação dos Proprietários de Quintas em Sintra - graças ao empenhamento da actual direcção presidida pela Drª. Maria José Rau.
> Ler mais
De 22 a 28 de Março de 2004
Charles Péguy dizia que tudo começa em mística e acaba em política. Desde sempre que a actividade política vive condicionada por esta verificação.
> Ler mais
De 15 a 21 de Março de 2004
O 11 de Março de Madrid foi um massacre de inocentes. Pouco importa, para começar, saber quais os motivos e quem foi o autor de tão hediondo atentado, se a Al-Qaeda se a ETA, é preciso, antes do mais, perguntarmo-nos como é possível podermos ter uma expressão tão crua da barbárie nos dias de hoje...
> Ler mais
De 8 a 14 de Março de 2004
A língua é uma realidade viva. Não pode estagnar. Se deixa de se actualizar definha e empobrece. Cuidar da língua não pode ser fechá-la sobre si, recusando receber a riqueza própria da renovação, da recriação permanente, do intercâmbio com as novas realidades e as novas culturas. ...
> Ler mais
De 1 a 7 de Março de 2004
A pátria é a língua. Dói, por isso, ver os maus-tratos que sofre o português, um pouco por toda a parte, no dia a dia, na rádio, na televisão, nos discursos dos responsáveis. A aprendizagem da língua é um acto de cidadania. Eis porque os órgãos de comunicação social devem ajudar numa campanha cívica pelo bom uso da língua...
> Ler mais
De 23 a 29 de Fevereiro de 2004
Precisamos de lembrar as mil aventuras dos portugueses em peregrinação pelo mundo. Um património cultural vivo obriga-nos a maiores atenções dadas às nossas memórias - especialmente em relação ao diálogo entre as diferentes tradições e religiosidades...
> Ler mais