Home Sobre nós Serviços Novos sócios Bolsas Mecenas Contactos English Français
"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"
Helena Vaz da Silva LER BIOGRAFIA

Finalmente, floriram os primeiros jacarandás de Lisboa…

Com esta Primavera incerta quase desesperávamos, mas finalmente apareceram as primeiras flores dos jacarandás – ainda tímidas…

No Largo do Rato, as primeiras despontaram ontem dia 21, à tarde… São dezasseis dias de atraso relativamente ao que que tivemos no ano passado.

Se em 2017 tudo foi muito mais cedo, agora, em 2018, estamos próximos da média das aparições dos últimos anos.

Mas os jacarandás de Lisboa são inconfundíveis. Vieram na cor lilás, sobretudo depois da ida da Corte para o Brasil. Dir-se-ia que, como o Fado, são um resultado da aventura tropical. Daqui a poucos dias as Avenidas 5 de Outubro e D. Carlos I, as Ruas Castilho e Rodrigo da Fonseca vão estar gloriosamente vestidas destes maravilhosos jacarandás – que aqui na cidade de Ulisses conhecem duas florações, uma agora e outra em outubro, demonstrando que as árvores têm memória, já que se lembram da Primavera sul-americana. Oiçamos Eugénio de Andrade:

 

«São eles que anunciam o verão. 
Não sei doutra glória, doutro 
paraíso: à sua entrada os jacarandás 
estão em flor, um de cada lado. 
E um sorriso, tranquila morada, 
à minha espera».

Edição: 22 de maio de 2018