Home Sobre nós Serviços Novos sócios Bolsas Mecenas Contactos English Français
"É de Cultura como instrumento para a felicidade, como arma para o civismo, como via para o entendimento dos povos que vos quero falar"
Helena Vaz da Silva LER BIOGRAFIA

De 25 de Novembro a 1 de Dezembro de 2002

"Se dúvidas houvesse sobre o muito que há para fazer a fim de que haja maior consciência de todos sobre s ...
"Se dúvidas houvesse sobre o muito que há para fazer a fim de que haja maior consciência de todos sobre a protecção do ambiente, bastaria olharmos para a catástrofe ecológica lançada pelo naufrágio e afundamento do “Prestige” (nome tão irónico!...) nas águas do noroeste da península. O petroleiro navegava em condições muito precárias com bandeira das Bahamas, era propriedade de uma sociedade liberiana, cujos accionistas eram gregos, transportando petróleo russo para Gibraltar. ... Agora, todos procuram responsabilidades, mas todos percebem que há uma teia terrível que impede o conhecimento de quem é quem neste crime de proporções incalculáveis. Todos se sentem incapazes para tirar consequências exemplares a fim de que o dramático acontecimento não se repita. Mas não há indemnizações ou sanções que reconstituam a natureza destruída. Não basta dizer que não volta a acontecer... Precisamos de organizar-nos para compreender que a cultura viva tem de ser uma cultura de responsabilidade. O primado do lucro fácil, o egoísmo, a tentação de passar culpas, a ilusão de que são os outros a ter de fazer o que deve ser feito – tudo continua a alimentar um mundo de indiferença ... Por isso, a memória é um dever. Daí a urgência na criação da Agência Europeia dos Oceanos que não pode ser mais adiada e em que Portugal deve ter especiais responsabilidades.

A humanidade culta tem de lembrar sempre que consciência e acção são faces da mesma moeda."

Guilherme d`Oliveira Martins
Presidente do Centro Nacional de Cultura